Aceitamos o amor...

''Fique quieto. Pense um pouco. Não diga oi com ela. Fale somente comigo. Não se vista assim. Não leia isso. Não coma. Não durm...


''Fique quieto. Pense um pouco. Não diga oi com ela. Fale somente comigo. Não se vista assim. Não leia isso. Não coma. Não durma. Morra...'' Amar com condição, um ato falho e que destrói famílias e gerações inteiras. Seria mais racional se o ''aceitar quem somos'' viesse como uma tatuagem marcada na alma, na pele e na consciência. O ''amar com condições'' foi arremessado como uma pedra quando conversava com meu namorado, sobre os questionamentos que a vida faz. Não que eu estivesse exigindo dele coisas absurdas, mas o fato é que esta sujeira, sempre começa em casa.


Pelo meu instinto de escritora, deveria contar tudo à você, mas a parada é muito mais profunda do que parece. Por isso, vou explicar de uma maneira mais coloquial. Os viajantes do tempo nos impõe valores que mal sabemos se são corretos, e assim como a ''agenda setting'', escolhem as melhores ou as piores situações para que a vida nos dê porrada - só assim que aprendemos (diz a mãe). Eu não estou falando somente dos nossos pais, mas da sociedade opressora.

Já parou pra pensar que nos definhamos mentalmente quando somos pegos por um turbilhão de informações? Há quem diga que quanto mais conhecimento obtivermos, melhor será o nosso desempenho ''dead poets society''. Que os amantes de Kalr Max me perdoe, na teoria e em algumas apostilas da faculdade, pode ser que seja dessa maneira, no entanto, na prática estamos regredindo por mais que nos  esforcemos para sermos sustentáveis, amáveis e bla blá. 

Toquei no ponto que é preciso questionar: amáveis. Na minha opinião o amor que tenho pelo meu namorado, por exemplo, é sem medida, porém compreendemos o que o outro tem a oferecer. E o que mais me preocupa é que a cada dia as pessoas estão mais...exigentes!? Milhares de mulheres oprimidas, homens com medo, crianças sendo exploradas, pessoas assassinadas e relacionamentos estagnados. Você sempre vai conhecer alguém que é assim ou você já passou por isso. Amar com condição não é amar... é ser meticulosamente egoísta a ponto de moldar e ventricular a bagagem cultural do outro, UFA! Mirthis Mathias já dizia em seu poema:   

" Por favor não me analise
Não fique procurando
cada ponto fraco meu

Se ninguém resiste a uma análise

profunda, quanto mais eu!

Ciumenta, exigente, insegura, carente
toda cheia de marcas que a vida deixou:
Veja em cada exigência
um grito de carência,
um pedido de amor!

Amor, amor é síntese,
uma integração de dados:
não há que tirar nem pôr.
Não me corte em fatias,
(ninguém abraça um pedaço),
me envolva todo em seus braços
E eu serei perfeita, amor! "

''Mulher morre dentro de uma boate, após negar um beijo do suposto assassino.'' , ''Ela não quis ficar comigo, eu matei! Merecia''. Não podemos dizer não; mulheres não podem se vestir da maneira que querem porque '' Elas merecem ser estupradas''; não podemos andar nas ruas com segurança, porque policias estão matando inocentes, ''estimativa de 1 morte a cada 48 min.''  Que mundo, que país, que sociedade mais obsoleta que o ''amar sem condição'', está  em ultimo lugar no ranking? 

Saudades sapiência na linha do tempo da humanidade ou será que de acordo com a pensadora Valesca Popozuda é só com ''tiro, porrada e bomba'' que essa realidade vai mudar?


Quero saber mais

2 comentários